26 jul 2015
Thinkers Sempre foi feito assim

Por que não resolvem logo?

6 Flares Facebook 5 LinkedIn 0 Twitter 1 Google+ 0 6 Flares ×

Por que não resolvem logo?

Quantas vezes você já ouviu ou disse: “Por que eles não …….?”

Em pequenas, médias e empresas familiares principalmente, parece que todo mundo que está diretamente envolvido com a tomada de decisão tem as respostas. Mas, por algum motivo não toma a decisão mais óbvia.

Quantas vezes você já ouviu:

  1. Se estamos perdendo clientes, por que eles não abaixam os preços?
  2. Se a burocracia aqui é tão grande, por que eles não simplificam os processos?
  3. Se este Negócio não está dando certo, por que eles insistem em manter-lo?
  4. Se este fornecedor é ruim, por que não dar um ultimato e encontrar novos fornecedores?
  5. Por que eles não nos dão mais autonomia para tomar decisões?
  6. Por que não simplificam os procedimentos, ou simplesmente escrevem um? (caso não exista)
  7. Por que não contratar pessoas mais experientes, ao invés de manter gente júnior para resolver questões complexas?
  8. Por que eles não demitir essas pessoas incompetentes e que não dão resultados?.
  9. Por que eles continuam sonegando, mesmo com tanta fiscalização?
  10. Por que eles não nos escutam?

Questões como estas são muito comuns ouvirmos de funcionários quando estamos atendendo nossos clientes. E boa parte delas tem total sentido e relevância.

Mas, ao invés de ficar frustrado ou tentar achar respostas conspiradoras, tente fazer o seguinte:

  • Pergunte a si mesmo: O que está absolutamente sob meu controle e autonomia? Se há algo dentro dos seus papeis e responsabilidades, então o que você pode fazer para implementar ou trazer a sua solução para a atenção dos decisores?
  • Você realmente entende o problema, suas causas, consequências e efeitos secundários? Será que existe outras faces da empresa que você não conhece e está vendo apenas as coisas superficialmente?
  • Se os problemas são tão aparentes, você já refletiu sobre suas habilidades de argumentação para chamar a atenção dos decisores com as perguntas certas e análises realmente relevantes?
  • Você já avaliou quanto tempo levaria as ações (e custos) necessários para implementar quaisquer soluções?
  • Você já avaliou quais são os riscos envolvidos? Existem riscos associados com a falha e com o êxito, como a empresa pode se preparar para essas mudanças?
  • Você consegue “contagiar” outras pessoas, ou mesmo influenciadores, inclusive por escrito ou explicado possíveis soluções para os decisores?

Uma organização é mais forte quando todos participam, e não quando todos ficam questionando ou reclamando. Suas ideias podem ser ouvidas, se você as comunicar na hora certa e do jeito certo.

As coisas sempre foram feitas assim

Boas idéias e possíveis soluções são bem-vindos (ou deveriam ser bem-vindas) em todos os momentos. Mas se sua empresa é do tipo: “AS COISAS AQUI SEMPRE FORAM FEITAS ASSIM”, então sua decisão deve ser outra, ao invés de perguntar todas aquelas questões lá de cima, então você deve decidir quanto tempo irá conseguir ficar nesta organização, pois uma cultura não se constrói do dia pra noite, e tão pouco se muda do dia pra noite.

As vezes as empresas simplesmente não querem mudar e quanto a isto, nada pode ser feito.

Sua voz só será efetivamente ouvida a medida que suas argumentações forem completamente convincentes.

E aí na sua empresa? Você ouve muito: “Aqui as coisas sempre foram feitas assim”?, ou para cada uma daquelas questões lá de cima há uma desculpa que parece sem sentido? Conte-nos sua experiência.

por André Medeiros

André Medeiros
About André Medeiros

André Medeiros é sócio na Thinkers - Consultoria em Gestão. Especializada em pequenas, médias e empresas familiares.

Leave a Comment