18 jul 2015
thinkers_excesso_comunicacao

Estamos matando o desempenho das equipes por excesso de comunicação

32 Flares Facebook 5 LinkedIn 26 Twitter 1 Google+ 0 32 Flares ×

Estamos matando o desempenho das equipes por excesso de comunicação

Estamos na era da informação digital. Há informações digitais em todos os lugares, no elevador, no metrô, no ônibus ou no celular.  No mundo corporativo não poderia ser diferente. A ideia de que devemos comunicar e incluir todos da equipe em todas as partes de um projeto, o tempo todo, é um exemplo clássico de que o excesso de informações compromete o desempenho geral da sua empresa.

Ninguém mais consegue saber o quanto as pessoas estão realmente absorvendo tudo o que é comunicado.


O que empresas que têm equipe de alto desempenho têm feito para trabalhem com eficiência superior:

  1. Colaboradores têm fácil acesso a recursos, ferramentas e informações necessárias para começar e terminar o trabalho. Um computador de 1800, ou cadeira e mesa desconfortáveis são coisas que o concorrente oferece. Não sua empresa.
  2. Colaboradores compreendem claramente os objetivos da equipe e resultado esperado. Saber onde o trabalho vai dar e como os resultados irão afetar o todo é fundamental. Um faxineiro sabe que ele não limpa apenas a sujeira dos outros, ele sabe que se não limpar, clientes não voltarão mais, funcionários não produzirão direito e todo o ambiente será contaminado. Em outras palavras, fazer a faxina direito garante a volta do cliente e o emprego de todo mundo.
  3. Colaboradores entendem claramente o conceito de “ENTRADA x PROCESSAMENTO x SAÍDA”, ou seja, há um domínio do processo: Quem é o responsável por dar as informações necessárias para que o processo alcance o resultado esperado. E principalmente,  como isto afeta os outros membros da equipe e clientes (internos ou externos).
  4. Colaboradores são proficientes no que fazem, ou seja, nenhuma curva de aprendizagem é necessária, a não ser que haja pessoas juniores na equipe, porém, sempre orientadas por pessoas altamente competentes naquilo que fazem. Amadores são aceitos apenas na concorrência.
  5. O colaborador é individualmente responsável por seu desempenho e tempo para entrega de resultados. Se outros estiverem envolvidos, ele antecipa eventuais atrasos ou percalços capazes de fazer-lo não cumprir qualidade ou prazos.
  6. Gestores definem tarefas específicas, e não compartilhadas com outras pessoas. Cada um sabe o que fazer, quando e como. Assim evitam-se desculpas do tipo: “tal tarefa não foi feita por causa do setor X ou Y”.
  7. As equipes não são sufocadas com controles e mais controles do tipo: controle para apertar o dedo e começar a trabalhar, controle para usar a internet, controle para entrar e sair, controle para usar a impressora, controle para usar a copiadora, controle, controle e controle. Equipes de alto desempenho são compostas por pessoas maduras e não têm tempo a perder com controles que não estejam diretamente ligados à entrega de suas atividades.
  8. Toda e qualquer informação relevante deve ser comunicada de forma especial e direcionada aos membros que precisam efetivamente saber dela. Uma empresa que se preocupa com a eficiência tem canais de comunicação separados para cada situação. Nem todo mundo precisa saber de tudo ao mesmo tempo, por isso empresas utilizam painéis, informativos quinzenais, etc.

Quanto mais emails seus colaboradores trocam, mais ineficiente é sua empresa. Quanto mais reuniões vocês fazem, mais a entrega de resultados é comprometida. Pense nisto!

Um equipe de alto desempenho é como uma equipe de revezamento.  Cada membro tem uma função específica e única, cada membro sabe exatamente a sua parte da corrida, e todos esperam que o seu colega entregue o bastão no momento certo, no lugar certo, e todos compartilham o mesmo objetivo e resultado final.

Não há nenhuma parada para reuniões, envio de emails e comunicação irrelevantes durante a corrida, não há reuniões com o treinador no meio do caminho para ver se eles estão fazendo bem ou mal suas atividades.

Os corredores não irão parar para explicar porque eles estão passando o bastão desta ou daquela forma.

O técnico seleciona os atletas mais qualificados da equipe e interage com eles antes (preparação e foco) e após o evento (avaliação dos resultados), não durante a corrida.

O foco de cada um está em fazer o seu trabalho de forma mais eficiente e profissional possível para que todos alcancem a reta final no menor tempo possível.

Como líder, sua missão é identificar as pessoas com as melhores habilidades necessárias para cada parte do projeto, capacitá-las, dando acesso às ferramentas e treinamento certos, construir entusiasmo com energia e identificar claramente a meta e o desempenho esperado e por fim  deixá-los fazer o trabalho.

Se sua empresa não está fazendo isto, hora de rever fluxo de atividades, qualificação de quem gerencia, e desempenho de quem executa. E se for o caso, recomeçar, pois em qualquer momento, para uma equipe de alto desempenho, só a medalha interessa.

Como funciona o processo de comunicação aí na sua empresa? Informação demais e desempenho de menos? Conte-nos sua experiência.

por André Medeiros

André Medeiros
About André Medeiros

André Medeiros é sócio na Thinkers - Consultoria em Gestão. Especializada em pequenas, médias e empresas familiares.

Leave a Comment